O rapper Pharrell Williams, do hit “Happy”, e a Adidas foram acusados de apropriação cultural por líderes hinduístas, representantes da principal religião da Índia. O motivo seria o uso da palavra “Holi” para batizar uma coleção de tênis e roupas feita em parceria por artista e fabricante.

    Chamada de “HU Holi”, a linha traz peças brancas, coloridas e decoradas com termos em sânscrito. É uma alusão ao Festival Holi, festa religiosa milenar do hinduísmo, onde o povo se veste de roupas claras e arremessa pó colorido para celebrar divindades como Krishna.

    Parte da linha de tênis 'HU Holi', feita em parceria por Pharrell Williams e Adidas (Foto: Divulgação/Adidas)

    Parte da linha de tênis ‘HU Holi’, feita em parceria por Pharrell Williams e Adidas (Foto: Divulgação/Adidas)

    Para Rajan Zed, presidente da Sociedade Universal do Hinduísmo, a linha “HU Holi” é uma “trivialização das tradições, conceitos, símbolos e crenças do hinduísmo”.

    E apesar dos hindus defenderem a liberdade artística e de expressão tanto quanto todos, “a fé é algo sagrado, e a tentativa de trivializá-la machuca muitos seguidores”.

    Outro problema apontado por Zed seria o couro usado nos tênis da coleção. A tradição hindu prega o respeito com os animais e o vegetarianismo.

    Rajan Zed afirma que os hinduístas desejam que Adidas e Pharrell mudem o nome da coleção e façam um pedido formal de desculpas aos seguidores da religião.

    Até o momento, nem Adidas ou Pharrell comentaram o caso. O rapper se apresentou no Brasil em 2015, durante o festival Lollapalooza.

    No Comment

    Comments are closed.