Egresso do grupo carioca João Penca e seus Miquinhos Amestrados, Leo Jaime somente conseguiu se firmar como artista solo a partir do segundo álbum, Sessão da tarde (1985), cujo repertório veio repleto de canções radiofônicas que se tornaram hits.

    Lançado em dezembro de 1983, mas vetado pela censura da época por conta do título Phodas C, o primeiro álbum do cantor e compositor goiano fez mais barulho na mídia – por conta de canções proibidas – do que sucesso propriamente dito.

    A única música que tocou razoavelmente nas rádios, sem chegar a se configurar um hit, foi É, eu sei, parceria de Leo Jaime com Leandro Verdeal.

    Capa do single 'É, eu sei', de Leo Jaime — Foto: Divulgação / ONErpm

    É essa música que Leo recicla em single lançado neste mês de outubro de 2019. É, eu sei ressurge com novo arranjo, em sintonia com o tom do show Dance comigo, com o qual o cantor está em turnê pelo Brasil.

    Entre sucessos, o roteiro desse show rebobina composições da discografia de Leo Jaime que estavam há anos ausentes dos setlists das apresentações do artista.

    No Comment

    You can post first response comment.

    Leave A Comment

    Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.