Chanceler do Paraguai visita Brasil  para negociar construção de pontes

    Uma das obras vai ligar Porto Murtinho a Carmelo Peralta, no país vizinho

    Os governos do Brasil e do Paraguai negociam a construção de três pontes – uma sobre o Rio Paraná, outra sobre o Rio Paraguai, ligando Porto Murtinho a Carmelo Peralta, no Paraguai, e a terceira no Mato Grosso sobre o Rio Apa. Outra preocupação dos dois países é com a segurança e o combate a ilícitos. Os assuntos fazem parte da reunião desta terça-feira (11), em Brasília, entre os ministros das Relações Exteriores brasileiro, Aloysio Nunes Ferreira, e paraguaio, Luis Alberto Castiglioni.

    Castiglioni escolheu o Brasil como primeiro destino internacional, logo após sua posse, em 15 de agosto. Antes da reunião com o chanceler brasileiro, ele esteve com os governadores do Paraná e do Mato Grosso.

    Na reunião que manterão, Aloysio Nunes e Castiglioni devem examinar além dos projetos de integração física e cooperação em segurança, temas de interesse mútuo das agendas regional e multilateral.

    Ontem (10), o ministro paraguaio se reuniu com autoridades do Paraná. Eles trataram sobre acordos para o desenvolvimento econômico, a segurança da fronteira e a construção de pontes sobre o Rio Paraná.

    Em agosto, Castiglioni foi a Campo Grande conversar com autoridades sul-mato-grossenses. Na reunião, analisaram a implementação de um corredor bioceânico que permitirá aumentar o comércio na região. Também definiram projetos culturais, artísticos e acadêmicos.

    O Brasil é o principal parceiro comercial do Paraguai. Em 2017, o intercâmbio comercial foi de US$ 3,78 bilhões. O Brasil mantém, ainda, o segundo maior estoque de investimentos diretos no Paraguai, estimado em US$ 697 milhões.

    Nos primeiros sete meses de 2018, a corrente de comércio alcançou US$ 2,2 bilhões, o que representa alta de 5,7% em relação ao mesmo período de 2017.

    Fonte: correiodoestado

    No Comment

    Comments are closed.